Opções Vegetarianas em Buenos Aires

Finalmente um post novo, e desta vez, bem diferente!
Agora em Agosto, passei uma semaninha em Buenos Aires, e voltei com várias dicas boas de lugares para ir!

Primeiro, vale dizer que apesar de a Argentina ser muito conhecida por suas carnes e seu churrasco, eles tem uma forte influencia italiana, o que faz com que quase todos os restaurantes tenham massas ou pizzas no cardápio – e isso salva nós vegetarianos 90% das vezes.

Mais algumas informações importantes.

– Em BsAs come-se bem e barato. Um jantar aqui, num lugar ok, sai cerca de R$ 50 reais para cada. Lá, um jantar bom num lugar ok saia cerca de R$ 50… para dividir. Vale dizer que não tomamos vinho em quase nenhum lugar, mas mesmo se tomar, vai sair muito mais barato que aqui no Brasil.

– Lá tem muita, mas muita coisa com abóbora (e se seu espanhol for tão mínimo quanto o meu, anote: abóbora é Calabaza), e eu nem gosto de abóbora mas amei as coisas que provei!

– O serviço lá é ruim, em todos os lugares. Garçons simpáticos, que explicam os pratos, tiram dúvida, limpam a mesa para não ficar entulhada, comida que vem rápido… esqueça. Não vão te dar muita atenção mesmo, e nem sempre há um esforço por parte deles em falar mais devagar para que você, turista, entenda. E lá o serviço é opcional, como é aqui, mas o costume é dar os 10% ou algo perto disso (pelo menos eles não trazem a conta com o valor sugerido já rabiscado gigantesco no papel).

– Restaurante fecha cedo. Ao contrário do que li, que tudo começava tarde em BsAs, sofri bastante por querer jantar as 23h. Lá pra meia-noite, já começavam a olhar meio torto, não deixavam mais gente entrar. Em um lugar, inclusive, quando falamos que queríamos jantar as 23h30, o cara fez uma cara de que “ferraram minha noite”. Saia um pouco mais cedo, é melhor.

Bom, vamos lá. Vou listar alguns lugares, e dizer o que comi. O link para o site (do restaurante ou de algum guia com o endereço) está no nome do lugar.

Moliere Cafe-Restaurante

Restaurante simpático, clima gostoso, e boas massas.
Comi um gnocchi recheado com mussarela e abóbora, e acho que foi a coisa mais gostosa que comi na viagem! A abóbora vinha misturada no queijo derretido, e se misturava no molho quatro queijos, e meu deus… Delícia!

O restaurante fica no Bairro Norte, perto da Recoleta.

Las Cabras

a foto não é minha, mas o prato era este

Restaurante de Parrilla em Palermo, com preços justos pela quantidade absurda de comida que vem.
Estava um pouco cheio quando chegamos, mas esperamos cerca de 15 minutos para conseguir um lugar. Muitos jovens, muito barulho, muitos amigos em mesas grandes ao redor. Gostei do ambiente.

Infelizmente tinham apenas duas opções de pratos sem carne (afinal, bom, é uma casa de Parrilla), optei por uma Quesadilla de espinafre e abóbora bem gostosa, acompanhada de batata frita e guacamole. A outra opção era uma torta de vegetais, se não me engano. Eu voltaria lá fácil!

Il Barista Resto

Este ganha a menção porque você, bom turista, CERTAMENTE vai bater perna na Calle Florida, a rua principal para compras da cidade (que mistura lojas e camelôs). E no meio daquela muvuca toda, turistas e gente feia, você vai querer comer num lugar decente.

Nesta hora, corra para o Il Barista. Fica na ponta da Calle Florida, quase na esquina com a Diagonal Norte, se não me engano. É um lugar bonito, com Wi Fi, pratos, pizzas, chopp, enfim… prático e bom.

Comi uma pizza por lá, e estava boa. Nenhum grande atrativo, mas estava bom e deu um ânimo novo para continuar o passeio e as compras.

Na região, não me lembro de nenhum lugar melhor para comer, só dentro das Galerias Pacífico, mas não gostei muito da praça de alimentação nem dos restaurantes de lá.

Cafe La Poesia

O lugar é muito diferente. Com placas, livros e jornais antigos, o café é uma das poucas coisas que vi ficarem abertas até mais tarde (saimos de lá quase a 1h da manhã e sem sermos expulsas, e com vários clientes ainda na casa). Tem um público bem variado, desde os tiozões intelectuais assíduos aos turistas jovens que se hospedam nos hostels de San Telmo.

Aqui, pedimos um vinho e uma tábua de frios e só. As opções de tábuas são várias, com alguns tipos combinando 2 queijos com dois embutidos para os acompanhantes carnívoros.

Vale a pena pelo clima diferente, e por ser um lugar que você pode chegar um pouco mais tarde e ficar sem se sentir inconveniente.

Freddo

Se você contou pra alguém que vai para Buenos Aires, certamente já te falaram do Freddo. E não é nada mentira o que dizem. É mesmo maravilhoso!

Minha dica é: não coma sobremesa nos restaurantes, passe no Freddo depois!
Todos os restaurantes que fui, as sobremesas eram caras. Se as massas em média custavam entre 30 e 40 pesos, as sobremesas custavam 24, 28… e eram coisas simples, como pudins e mousses. Não acho que valha a pena não.

Muito melhor passar no Freddo depois, afinal tem um a cada esquina, e pagar 17 pesos num sorvete delicioso e bem servido!

Meu preferido: Chocolate Suisso (que vem com pedacinhos de chocolate e doce de leite). HUMMMMMM!!! Água na boca!

Acho que é isso. Sei que adorei a cidade, quero ir de novo para aproveitar ainda mais e passear por todos os lugares que não consegui ir.

Quem quiser mais dicas, vegetarianas ou turisticas, avise ai. E boa viagem!


One Comment on “Opções Vegetarianas em Buenos Aires”

  1. Obrigada Fernanda Martins, por comentar sobre nosso restaurante em seu Blog. Estamos melhorando ainda mais nossa estrutura e fazendo promoções de dose dupla, petiscos e atrações! Sempre que voltar em Buenos Aires, dê uma passadinha por aqui!

    Obrigado!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s